Por onde eu corro: Parque de Coqueiros

O Parque de Coqueiros é geralmente sinônimo de sofrimento pra mim. Não por ser um lugar ruim, mas porque sua pista de caminhada de 850 metros é ideal para treinos de tiro e fartleks. Ainda mais em horários de menos movimento. Não que seja um lugar ruim para sofrer, aliás. Arborizado, seguro, ventinho fresco. Fácil acesso, um ponto de encontro de muita gente praticando esportes ou passeando.
Como é perto de casa, treinar em Coqueiros é rotina. Algumas parcerias começaram ali. Vários ótimos treinos com guias parceiros de algum tempo também sempre acontecem no parque. Eu tento desenhar o percurso na mente para conseguir aguentar mais um pouco, mas a volta demora tanto tanto pra chegar. A voz do guia dando aquela força ou o temido aviso de “sobe” quando chega aquela pontezinha chata no meio do tiro. “Falta muito pouco agora.” Legal é pegar impulso na descida e fingir que tem alguma energia ainda. A dificuldade de desviar das pessoas no movimentado domingo à noite e a calmaria reconfortante de uma manhã de quinta-feira nublada. Terças, quartas. Vento frio, barulho da água em movimento que eu achei um dia que era mar. Sol quente logo às 07:30. Respira.
O ar tem um cheiro diferente aqui. Vozes, muitas vozes. Risos. Cães. Um incentivo ocasional. Um grito, outro. Alguém que não sai da nossa frente. Desvia, empurrãozinho, puxão. Passou de raspão. Passar de novo pelo mesmo lugar. De novo. Parece que nunca acaba. Quantas vezes ainda vou ter que passar aqui? Calcula. E se eu… Melhor não ir por esse caminho. Muda o foco. O vento tá tão gostoso hoje. Tá tudo bem.
Algumas cotoveladas, conversa, risadas. Uma reclamaçãosinha aqui e ali pra não perder o costume. Alguns dias mais do que outros. Todo o sofrimento magicamente some no fim do treino. Abraço suado. Conquista com o gosto doce da paçoca prometida, após resistir a vontade persistente de parar durante o treino todo. Dias de treinos muito bons, outros nem tanto. Outros nada bons, mas mesmo assim feitos. Não é que a rotina pode ser muito boa? O Parque de Coqueiros é sinônimo de corrida, afinal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s